para Todos

8—11 AGOSTO 2019
BS19-IMG-YELLOW-7

BONS SONS x 10
Uma aldeia em manifesto

QUI 8 | 15:00
Largo do rossio

Produzido em parceria com as Edições Escafandro, o livro BONS SONS x 10 – Uma Aldeia em Manifesto faz o percurso do festival e retrata os artistas que fizeram parte da sua história, desvendando curiosidades, momentos felizes, dramáticos e relatos inéditos sobre tudo o que lá se passou. Para isto, foram desafiados vários ilustradores para partilharem a sua visão sobre o que é o BONS SONS e os artistas que por lá passaram. As ilustrações são de Ângela Vieira, Joana Ray, Nuno Saraiva, Pedro Brito e Silvia Belli e os textos são da autoria de Rita Nabais, Nuno Matos Valente e João Nunes (Edições Escafandro).

BS19-IMG-YELLOW-5

Territórios e Interioridade

SÁB 10 | 18:00
Largo do Rossio

Territórios e Interioridade é uma conversa em torno daquilo que é possível fora das grandes áreas metropolitanas e sobre como fortalecer a contemporaneidade no campo, com a participação de Rogério Roque Amaro (economista e professor no ISCTE) e Maria do Carmo Bica (engenheira agrícola, técnica da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural. Presidente da Cooperativa 3 Serras de Lafões).

BS19-IMG-YELLOW-8

Artes e Produção Cultural

DOM 11 | 18:00
Largo do Rossio

A conversa Artes e Produção Cultural conta com a participação de Elisabete Paiva (diretora do Festival Materiais Diversos) e Ana Deus (cantora – Três Tristes Tigres, Osso Vaidoso) e pretende responder às perguntas: Há uma política pública de apoio cultural? Devem os impostos subsidiar a criação artística ou o mercado encarregar-se-á disso? O que é mesmo a formação de públicos?

BS19-IMG-YELLOW-1

Portuguesas Inesquecíveis

TODOS OS DIAS | 11:00, 16:00
Quintal do Poço

Duas mulheres à frente do seu tempo, a abrir caminhos com coragem, ousadia e inteligência. Leonor de Almeida, a Marquesa de Alorna, viveu uma vida rocambolesca, entre reis e nobres, filósofos e artistas. Passou dezoito anos trancada num convento por um crime que não cometeu, sobreviveu ao terramoto de 1755 e tornou-se pintora e poeta sem nunca deixar de ser rebelde. Carolina Beatriz ngelo, médica, mãe, feminista, revolucionária. Em 1911 foi a primeira mulher a votar em Portugal, enfrentando leis injustas que só permitiam que fossem os homens a escolherem os seus representantes. As suas vidas marcaram a história portuguesa. E estas portuguesas inesquecíveis ainda têm imensas histórias para contar: elas estão no BONS SONS para quem quiser ouvi-los.

BS19-IMG-YELLOW-9

Cem Soldos, por detrás do BONS SONS

TODOS OS DIAS | 12:00
Posto de informação

A aldeia de Cem Soldos dá à luz o BONS SONS, e todas as edições esta se povoa de centenas de pessoas que procuram sedentas a música, a luz e a cor do festival. Mas o que é mesmo Cem Soldos? Quem a habita e de onde vem? Quem a vive para dar à luz? Quem são as avós da história mundana da aldeia? Pode ser uma canção dedicada a uma dama louca, ou a história simples de alguém que resistiu, e disto Ana Bento e Bruno Pinto construíram um percurso por entre as pedras, os canteiros e as portas que contaminam e se deixam contaminar pelo BONS SONS para revelar as histórias escondidas por entre a História.

BS19-IMG-YELLOW-2

Volta a Portugal em Coreto

TODOS OS DIAS | 16:00, 18:00, 20:00
Ruas da aldeia

 Volta a Portugal em Coreto consiste num dispositivo móvel, que visitará várias regiões do país com o intuito de promover uma homenagem ao performer amador. Participando do espírito das festividades populares presentes durante o Verão por todo o país, o coreto móvel pretende ser um palco para todos aqueles que sempre desejaram mostrar o seu talento e nunca se atreveram. Invoca-se o espírito da aspirante a cantora lírica Natália de Andrade para unir a comunidade tendo o canto como catarse.

BS19-IMG-YELLOW-4

Uma Árvore no Largo

TODOS OS DIAS
Palcos

Mais informação disponível brevemente.

QUI 8 | 23:00 | Palco António Variações
SEX 9 | 22:00 | Palco Lopes-Graça
SÁB 10 | 21:00 | Palco Lopes-Graça
DOM 11 | 22:00 | Palco António Variações

BS19-IMG-YELLOW-6

Janela com Vista para a Rua

TODOS OS DIAS | 16:00-20:00
Armazém

Janela com vista para a rua é uma instalação vídeo que concretiza o olhar de 8 jovens estudantes de cinema sobre o quotidiano da aldeia de Cem Soldos. Os filmes apresentados são o resultado de um processo criativo coletivo produzido no contexto de duas residências artísticas. Uma parceria: ESTA/IPT e Festival BONS SONS.

BS19-IMG-YELLOW-8

Dar e receber

TODOS OS DIAS | 10:00-23:00
Ruas da aldeia

A aldeia, acolhedora, transforma-se; está sempre pronta para receber e, acima de tudo, dar o melhor de Cem Soldos. O envolver da aldeia e de todos os habitantes no festival é único e uma das características que o torna tão especial. Para mim, é um festival muito querido, ao qual regresso sempre, sem hesitar, por ser o melhor festival e também o mais bonito. Os moradores abrem a porta das suas casas para acolher, durante o festival, estes visitantes temporários que se encontram captados nas imagens espalhadas pela aldeia, mostrando alguns dos momentos bonitos que, ao longo destes nove anos, recordo com carinho ter vivido aqui e que agora quero partilhar com todos aqueles que tornam este festival único.

— PARTILHA —